Linha de Pesquisa 8: "Habitação e Projeto Edilício" (HPE). Descrição: Projeto e planejamento edilício, com foco em processos, estratégias projetuais e de representação. Acessibilidade. Configuração edilícia. Ensino de projeto. Conceitos, projeto e planejamento da habitação urbana e rural. Política habitacional e gestão de empreendimentos. 

Projeto de Pesquisa: Contribuição dos instrumentos Urbanísticos à Política Habitacional

Descrição: O Projeto integra a linha de Habitação e Projeto Edilício do PPGFAU/UnB. Discute e analisa as políticas habitacionais praticadas no Brasil tratam a moradia como um bem de consumo, levando à estratégia de construção de unidades habitacionais e a ideia de provimento habitacional diretamente relacionada com a conquista da propriedade. A pesquisa investiga a experiência internacionais de sucesso sobre a adoção da locação social de interesse social (habitação como um serviço provido pelo estado ) de modo a identificar: (i) agentes intervenientes (setor público, privado e comunidade) na adoção dessa estratégia, bem como (ii) procedimentos de formatação de programas com essa abordagem de modo a criar insumos para alternativas à política habitacional no país.

Integrantes: Maria do Carmo de Lima Bezerra (Coordenadora) / Tatiana Chaer - Integrante / Isabella Gaspar Sousa - Integrante / Alice Lima - Integrante / Cristina Maria Mello - Integrante / Cristiane Guinancio - Integrante.

Projeto de Pesquisa: Iluminação natural e eficiência energética: critérios para intervenção em edifícios não residenciais modernos do Plano Piloto de Brasília

Descrição: A sustentabilidade ambiental, hoje, é discussão de extrema importância e tem levado a mudanças significativas em todos os âmbitos no contexto mundial. Dentre as prioridades, Wilson e Malin (1997) citam como pontos importantes a eficiência energética, qualidade ambiental, maximização da longevidade e preservação dos edifícios. O bom aproveitamento da luz natural e uma visão exterior agradável contribuem para a saúde dos usuários, principalmente em relação ao bem-estar e diminuição do estresse (GALASIU; VEITCH, 2006). Por outro lado, 22% do consumo de energia em edifícios no Brasíl é em iluminação (BEN, 2013); o uso da luz natural pode substituir ou complementar a iluminação artificial, aumentando a eficiência energética dos edifícios. Nesta ótica, intervenções de retrofit ou reabilitação no parque edificado podem melhorar as condições de conforto para os usuários e o desempenho energético dos edifícios, principalmente considerando as novas exigências normativas e desempenho (BRASIL, 2009; MPOG, 2014). No contexto de Brasília, há uma lacuna de pesquisas que efetivamente demonstrem a eficácia de alternativas para uso de luz natural, qualidade ambiental e eficiência energética, relacionando-as aos limites da preservação das características e do tombamento de edifícios não residenciais modernos do Plano Piloto.Os principais questionamentos da pesquisa são: Quais as melhores possibilidades para intervenções de retrofit de edifícios não residenciais modernos em Brasília, considerando o parque edificado do Plano Piloto, equilibrando luz natural e eficiência energética? De que maneira é possível otimizar o projeto de fachadas (aberturas laterais) nestes edifícios, de forma a obter melhor qualidade da iluminação natural, satisfação dos usuários e eficiência energética, preservando as características da arquitetura moderna? Quando confrontados com parâmetros de preservação das edificações modernas tombadas em Brasília, quanto e como são possíveis de aplicação? Em geral, pesquisas ligadas à eficiência energética e iluminação são realizadas por grupos especializados e não vinculadas a outras questões subjacentes à problemática da intervenção em edifícios modernos. A presente pesquisa reúne equipe multidisciplinar, agregando as especializações em eficiência energética e iluminação do Laboratório de Controle Ambiental (LACAM) às especialidades em arquitetura, patrimônio e paisagem do Laboratório de Estudos da Urbe (LABEURBE), ambos do Programa de Pesquisa e Pós Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. O objetivo geral desta pesquisa é contribuir para a melhoria da sustentabilidade ambiental e a preservação do patrimônio arquitetônico, através de indicações de intervenções para maior qualidade da iluminação natural e eficiência energética em edifícios não residenciais modernos no Plano Piloto de Brasília. A metodologia proposta combina métodos e técnicas diversas, envolvendo a avaliação de aspectos quantitativos e qualitativos em 10 etapas: 1. revisão bibliográfica e estudos de caso; 2. Identificação, seleção e estudo das variáveis dependentes e independentes do estudo; 3. Definição de parâmetros e critérios a serem considerados para a avaliação da qualidade da iluminação natural e eficiência energética; 4. Caracterização de tipologias de edifícios não residenciais modernos da área central de Brasília; 5. Desenvolvimento de simulações computacionais das condições teóricas de conforto visual e eficiência energética; 6. Estudo das condições dos edifícios in loco; 7. Cruzamento dos dados e tratamento estatístico; 8. Desenvolvimento de diretrizes teóricas para iluminação natural e eficiência energética; 9. Estimativa do potencial de economia energética com intervenções nos edifícios; 10. Confronto e harmonização das diretrizes anteriores com critérios de preservação de edifícios modernos.

Integrantes: Cláudia Naves David Amorim (Coordenadora) / Luciana Saboia - Integrante / José Manoel Morales Sánchez - Integrante / Pammila Japiassú - Integrante / Carolina Pescatori - Integrante / João Francisco Costa Walter - Integrante / Elcio Gomes da Silva - Integrante / Barbara Kelly Souto - Integrante / Luiza Rita Lemos - Integrante / Luis Alexandre Guerra - Integrante.

Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: O ACOLHIMENTO DA VIDA DAS FAMÍLIAS NA HABITAÇÃO SOCIAL: ESTUDOS DE CASO NA RIDE/DF.

Descrição: A pesquisa se insere no âmbito da Rede Observatório das Metrópoles, Programa de Pesquisa ?AS METRÓPOLES E O DIREITO À CIDADE: conhecimento, inovação e ação para o desenvolvimento urbano?, Projeto 7 - Direito à Cidade, regimes urbanos e a financeirização-mercantilização da cidade -, Subprojeto ?Direito à Cidade e Habitação". Propõe-se avaliar a adequação das soluções habitacionais produzidas por meio de programas de HIS na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno ? RIDE/DF. Contempla a avaliação da concepção habitacional considerando as escalas de análise: a urbanística e a arquitetônica. A abordagem é complementada por pesquisa de satisfação do usuário.

Integrantes: Cristiane Guinancio (Coordenadora) / Perci Coelho de Souza - Integrante.

Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.