Área: "Projeto e Planejamento" (PP)

A área de Projeto e Planejamento abarca estudos sobre políticas, planos e gestão em escalas diversas, do edifício ao território. As pesquisas voltadas para o âmbito edilício envolvem estratégias projetuais, configuração, representação e acessibilidade. Entre os temas diversos dos estudos relacionados ao urbano, podem-se citar análises e proposições sobre planejamento urbano e territorial, legislação, reabilitação, regularização fundiária urbana e mobilidade.


 Linha de Pesquisa 8: "Habitação e Projeto Edilício" (HPE). Descrição: Projeto e planejamento edilício, com foco em processos, estratégias projetuais e de representação. Acessibilidade. Configuração edilícia. Ensino de projeto. Conceitos, projeto e planejamento da habitação urbana e rural. Política habitacional e gestão de empreendimentos. 

Projeto de Pesquisa: Contribuição dos instrumentos Urbanísticos à Política Habitacional

Descrição: O Projeto integra a linha de Habitação e Projeto Edilício do PPGFAU/UnB. Discute e analisa as políticas habitacionais praticadas no Brasil tratam a moradia como um bem de consumo, levando à estratégia de construção de unidades habitacionais e a ideia de provimento habitacional diretamente relacionada com a conquista da propriedade. A pesquisa investiga a experiência internacionais de sucesso sobre a adoção da locação social de interesse social (habitação como um serviço provido pelo estado ) de modo a identificar: (i) agentes intervenientes (setor público, privado e comunidade) na adoção dessa estratégia, bem como (ii) procedimentos de formatação de programas com essa abordagem de modo a criar insumos para alternativas à política habitacional no país.

Integrantes: Maria do Carmo de Lima Bezerra (Coordenadora) / Tatiana Chaer - Integrante / Isabella Gaspar Sousa - Integrante / Alice Lima - Integrante / Cristina Maria Mello - Integrante / Cristiane Guinancio - Integrante.

Projeto de Pesquisa: Iluminação natural e eficiência energética: critérios para intervenção em edifícios não residenciais modernos do Plano Piloto de Brasília

Descrição: A sustentabilidade ambiental, hoje, é discussão de extrema importância e tem levado a mudanças significativas em todos os âmbitos no contexto mundial. Dentre as prioridades, Wilson e Malin (1997) citam como pontos importantes a eficiência energética, qualidade ambiental, maximização da longevidade e preservação dos edifícios. O bom aproveitamento da luz natural e uma visão exterior agradável contribuem para a saúde dos usuários, principalmente em relação ao bem-estar e diminuição do estresse (GALASIU; VEITCH, 2006). Por outro lado, 22% do consumo de energia em edifícios no Brasíl é em iluminação (BEN, 2013); o uso da luz natural pode substituir ou complementar a iluminação artificial, aumentando a eficiência energética dos edifícios. Nesta ótica, intervenções de retrofit ou reabilitação no parque edificado podem melhorar as condições de conforto para os usuários e o desempenho energético dos edifícios, principalmente considerando as novas exigências normativas e desempenho (BRASIL, 2009; MPOG, 2014). No contexto de Brasília, há uma lacuna de pesquisas que efetivamente demonstrem a eficácia de alternativas para uso de luz natural, qualidade ambiental e eficiência energética, relacionando-as aos limites da preservação das características e do tombamento de edifícios não residenciais modernos do Plano Piloto.Os principais questionamentos da pesquisa são: Quais as melhores possibilidades para intervenções de retrofit de edifícios não residenciais modernos em Brasília, considerando o parque edificado do Plano Piloto, equilibrando luz natural e eficiência energética? De que maneira é possível otimizar o projeto de fachadas (aberturas laterais) nestes edifícios, de forma a obter melhor qualidade da iluminação natural, satisfação dos usuários e eficiência energética, preservando as características da arquitetura moderna? Quando confrontados com parâmetros de preservação das edificações modernas tombadas em Brasília, quanto e como são possíveis de aplicação? Em geral, pesquisas ligadas à eficiência energética e iluminação são realizadas por grupos especializados e não vinculadas a outras questões subjacentes à problemática da intervenção em edifícios modernos. A presente pesquisa reúne equipe multidisciplinar, agregando as especializações em eficiência energética e iluminação do Laboratório de Controle Ambiental (LACAM) às especialidades em arquitetura, patrimônio e paisagem do Laboratório de Estudos da Urbe (LABEURBE), ambos do Programa de Pesquisa e Pós Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. O objetivo geral desta pesquisa é contribuir para a melhoria da sustentabilidade ambiental e a preservação do patrimônio arquitetônico, através de indicações de intervenções para maior qualidade da iluminação natural e eficiência energética em edifícios não residenciais modernos no Plano Piloto de Brasília. A metodologia proposta combina métodos e técnicas diversas, envolvendo a avaliação de aspectos quantitativos e qualitativos em 10 etapas: 1. revisão bibliográfica e estudos de caso; 2. Identificação, seleção e estudo das variáveis dependentes e independentes do estudo; 3. Definição de parâmetros e critérios a serem considerados para a avaliação da qualidade da iluminação natural e eficiência energética; 4. Caracterização de tipologias de edifícios não residenciais modernos da área central de Brasília; 5. Desenvolvimento de simulações computacionais das condições teóricas de conforto visual e eficiência energética; 6. Estudo das condições dos edifícios in loco; 7. Cruzamento dos dados e tratamento estatístico; 8. Desenvolvimento de diretrizes teóricas para iluminação natural e eficiência energética; 9. Estimativa do potencial de economia energética com intervenções nos edifícios; 10. Confronto e harmonização das diretrizes anteriores com critérios de preservação de edifícios modernos.

Integrantes: Cláudia Naves David Amorim (Coordenadora) / Luciana Saboia - Integrante / José Manoel Morales Sánchez - Integrante / Pammila Japiassú - Integrante / Carolina Pescatori - Integrante / João Francisco Costa Walter - Integrante / Elcio Gomes da Silva - Integrante / Barbara Kelly Souto - Integrante / Luiza Rita Lemos - Integrante / Luis Alexandre Guerra - Integrante.

Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: O ACOLHIMENTO DA VIDA DAS FAMÍLIAS NA HABITAÇÃO SOCIAL: ESTUDOS DE CASO NA RIDE/DF.

Descrição: A pesquisa se insere no âmbito da Rede Observatório das Metrópoles, Programa de Pesquisa ?AS METRÓPOLES E O DIREITO À CIDADE: conhecimento, inovação e ação para o desenvolvimento urbano?, Projeto 7 - Direito à Cidade, regimes urbanos e a financeirização-mercantilização da cidade -, Subprojeto ?Direito à Cidade e Habitação". Propõe-se avaliar a adequação das soluções habitacionais produzidas por meio de programas de HIS na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno ? RIDE/DF. Contempla a avaliação da concepção habitacional considerando as escalas de análise: a urbanística e a arquitetônica. A abordagem é complementada por pesquisa de satisfação do usuário.

Integrantes: Cristiane Guinancio (Coordenadora) / Perci Coelho de Souza - Integrante.

Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.


Linha de Pesquisa 9: "Paisagem, Território e Políticas Urbanas" (PTPU). Descrição: Teoria e prática de planejamento, projeto e gestão nas escalas local, paisagística, urbana, metropolitana, regional e territorial. Fundamentos da pesquisa e ensino sobre paisagem, cidade, saneamento e região. Sistemas de Informação Geográfica e análise espacial. Legislação urbanística, edilícia, ambiental e patrimonial, leis de uso e ocupação do solo, planos e projetos urbanísticos. Planos de saneamento e infraestrutura ecológica. Mobilidade urbana e regional, fundamentos e técnicas de planejamento em transportes.  

Projeto de Pesquisa: A PRODUÇÃO DO HABITAT NO TERRITÓRIO DO DF E ENTORNO, OS ECOSSISTEMAS URBANOS
E RURAIS E A ASSESSORIA SOCIOTÉCNICA: tipologias e padrões espaciais, informalidade, redes solidárias, tecnologia social, agroecologia e lugares saudáveis e sensíveis à água.

 Descrição: A pesquisa está inserida no Grupos de Pesquisa e Extensão "Periférico, trabalhos emergentes" integrada ao Grupo "Agua e Ambiente Construído" do PPG-FAU com interface das Áreas de Pesquisa do PPG-FAU, Projeto e Planejamento e Tecnologia do Ambiente Construído. Este projeto de pesquisa guarda-chuva pretende reunir um conjunto de estudos sobre a produção do habitat no território do DF nas bacias hidrográficas englobando os ecossistemas urbanos e rurais sob a ótica transescalar em dois níveis: (1) o nível da paisagem do planejamento urbano e regional para contribuir no planejamento espacial das ocupações humanas no continnum rural-urbano do território e; (2) o nível da comunidade da escala microrefinada do desenho social das ocupações emergentes, das redes de solidariedade, da infraestrutrura socioecológica e das habitações que possibilitam alcançar lugares mais sustentáveis, saudáveis e sensíveis à água.

O objetivo principal é integrar todas as pesquisas que estão sendo realizadas pelo grupo de Pesquisa e Extensão Periférico sobre a a produção do habitat no território do DF nas bacias hidrográficas englobando os ecossistemas urbanos e rurais para formar uma base de dados e auxiliar os trabalhos transdisciplinares de assessoria sociotécnica na Extensão na Pós-graduação com o projeto de Residência Multiprofissional em Ciência Tecnologia e Sociedade – Habitat, Agroecologia, Trabalho e Saúde, quanto nos projetos de pesquisa e extensão na graduação. Sob a ótica transescalar, a pesquisa abrange dois níveis: (1) o nível da paisagem do planejamento urbano e regional para contribuir no planejamento espacial das ocupações humanas no continnum rural-urbano do território e; (2) o nível da comunidade da escala microrefinada do desenho social das ocupações emergentes, das redes de solidariedade, da infraestrutrura socioecológica e das habitações que possibilitam alcançar lugares mais sustentáveis, saudáveis e sensíveis à água.

Integrantes: Liza Maria Souza de Andrade (Coordenador).

Financiador(es): Fundação de apoio à pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: Cidade como Direito, Arquitetura como Advocacia

 Descrição: Se a cidade é um direito, a arquitetura deve ser entendida como uma forma de advocacia. Partindo deste pressuposto conceitual, este projeto mobiliza os saberes e as práticas da arquitetura como ferramentas de constituição, garantia e defesa de direitos humanos, territoriais e ambientais, com especial atenção para contextos urbanos periféricos e territórios de comunidades tradicionais. Num mundo densamente urbanizado e extremamente desigual, onde a maioria da população planetária habita imensos conglomerados urbanos precarizados, as condições de sobrevivência são totalmente dependentes do acesso aos sistemas infraestruturais, culturais e econômicos que constituem as cidades e territórios. Em paralelo, o atual estágio de desregulação climática e degradação ambiental global implica que os recursos naturais, cada vez mais escassos, também constituem elementos cujo acesso condiciona a própria possibilidade de existência humana, tanto biológica como sócio-cultural. É neste sentido que é possível dizer que, dentro da ampla definição de direitos universais, existem direitos estruturalmente atrelados à cidade, ao território e ao meio ambiente ? direitos ao espaço enfim, direitos ao acesso e produção do substrato material e imaterial sem o qual a reprodução da vida individual, subjetiva e social não seria possível. O espaço é locus dos direitos, e logo o ambiente natural e construído também pode constituir-se como meio de violação destes direitos. A arquitetura ? aqui entendida de forma ampla, como campo expandido e transdisciplinar de saberes e práticas espaciais ? opera como instrumento tanto protetor como violador de direitos cujo fundamento e exercício dá-se no e pelo espaço. Trabalhando em colaboração com entidades humanitárias, organizações civis, e movimentos populares, este projeto busca operacionalizar a ?caixa de ferramentas? da arquitetura (desenhos, modelagens, gráficos, mapeamentos) como instrumentos aplicados de justiça espacial, ao mesmo tempo em que problematiza o significado de pensar a e agir na cidade a partir do entendimento que o espaço ? doméstico, urbano, territorial e ambiental ? define a arena de direitos fundamentais. Utilizando-se de tecnologias digitais avançadas de produção em mídia espacial (sistemas GIS, modelagem 3D, Open Source Inteligence, mineração de dados, inteligência artificial e análise de vídeo) desenvolvemos estudos detalhados sobre violação de direitos que objetivam ter impacto social efetivo no contexto social em que atuam. Sob este guarda-chuva conceitual e metodológico, o projeto desenvolve-se em torno de casos de estudo específicos, ?micro-projetos? interdependentes, cada um articulando diferentes colaboradores e instituições. Estes ?micro-projetos? organizam-se em dois eixos: 1) escala urbana, com principal foco em processos de securitização, militarização e vigilância em territórios periféricos das grandes cidades brasileiras; 2) escala território, com principal foco em processos históricos de violência de estado contra povos indígenas no território brasileiro. Para efeito da estrutura do CV Lattes, cada um dos casos em andamento ou já concretizados são descritos como projetos de pesquisa independentes e de curta duração..

Integrantes: Paulo Roberto Carvalho Tavares (Coordenador) / Fernanda Bruno - Integrante / Adriano Belisário - Integrante / Ana Altberg - Integrante / Talita Xavier Maboni - Integrante / Larissa Carvalho de Carvalho - Integrante / Marcelo Jungmann Pinto - Integrante.

Financiador(es): Fundação de apoio à pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: Cidades Novas, Cidades Sustentáveis, Recursos Teóricos e Tecnológicos para desenvolvimento de projetos sustentáveis de desenvolvimento urbano no Distrito Federal

Descrição: A iniciativa de pesquisa busca contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias de desenvolvimento, incluindo ações que colaborem para a sustentabilidade fiscal e financiamento de infraestruturas urbanas, bem como a própria viabilidade da cidade enquanto sistema social fundado em um conjuntos de expectativas socialmente partilhadas. Como foco deste momento de pesquisa é sistematizar um quadro sistêmico relacionando diferentes atividades urbanas essenciais e diferentes cadeias de atividades econômicas e seus inter-relacionamentos, incluindo o binômio estadoente privado. Parte-se da visão de cidade como um sistema social, composto de pessoas e artefatos (escolas, lojas, associações, hospitais, organizações políticas, parques, sistemas de transporte, saneamento, etc.). Nesse contexto, busca-se compreender e conjecturar caminhos para a incorporação do setor privado e seus recursos particulares, como dinamizadores e colaboradores para o desenvolvimento de uma política de desenvolvimento urbano e regional sustentável e desejável.

Integrantes: Marcos Thadeu Queiroz Magalhães (Coordenador) / Joaquim José Guilherme de Aragão - Integrante / Ronny Aliaga Medrando - Integrante.

Financiador(es): Fundação de apoio à pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: De Brasília à Cidade Ocidental: dispersão urbana, planejamento e transformação da paisagem por um novo vetor de crescimento urbano

Descrição: A pesquisa pretende documentar e problematizar os processos na transformação da paisagem da dispersão urbana ao longo do eixo centro-sul de expansão urbana do DF, mapeando estas transformações, reconhecendo suas relações com os instrumentos de planejamento e seu contexto político-social, bem como as práticas cotidianas das populações que vivenciam estas áreas.

Integrantes: Carolina Pescatori Candido da Silva (Coordenadora) / Andressa Melo Rodrigues - Integrante / Carolina Mesquita Tavares - Integrante / Raquel de Araújo Freire - Integrante / Letícia Maria Rodrigues da Franca - Integrante / Ana Cecília Ferraz - Integrante / Daniela Braga Santos - Integrante / Erika Castanheira Quintans - Integrante / Lucas Gabriel Corrêa Vargas - Integrante / Havanio Silva Soares - Integrante / Luíza Rego Dias Coêlho - Integrante / Mariana Félix dos Santos - Integrante.

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos - Auxílio financeiro / Universidade de Brasília - Auxílio financeiro / Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Bolsa.

Projeto de Pesquisa: Projeto e Planejamento da Paisagem Urbana: contribuição da infraestrutura verde

Descrição: O projeto integra a linha de Paisagem, Território e Políticas Urbanas do PPGFAU/UnB e visa investigar novas abordagens sobre o desenho da paisagem que responda a necessidade de criar cidades mais resilientes. Parte-se da base conceitual da infraestrutura verde presente em muitos discursos acadêmicos e políticos, mas que possui dificuldade de uma tradução espacial no ordenamento territorial sendo mais comuns os projetos modelo na escala micro. Como resultado se espera contribuir com um conjunto de estratégias a serem consideradas pelos Planos Diretores com fins de promoção de paisagens urbanas integradas a natureza.

Integrantes: Maria do Carmo de Lima Bezerra (Coordenadora) / Camila Gomes Sant? Anna - Integrante / Aline da Nobrega Oliveira - Integrante / Fabiano Lemes - Integrante / Isabella Perna - Integrante / Isabela Ghiraldo - Integrante / Rafaella dos Santos Cavalcanti - Integrante.

Projeto de Pesquisa: (Re)configurações do vazio moderno na paisagem urbana em Brasília

Descrição: Brasília é uma das maiores concretizações do urbanismo moderno, caracterizado por seus edifícios isolados, áreas verdes, esplanadas e integração entre o espaço interior e exterior. O impacto da nova capital brasileira dividiu a crítica arquitetônica nacional e internacional entre exaltação e rejeição. Após mais de 50 anos de sua inauguração, com o crescimento urbano por meio das cidades satélites planejadas, como os vazios modernos da paisagem de Brasília podem ser reconhecidos culturalmente por seus habitantes? O projeto objetiva discutir a apropriação e configuração da paisagem planejada, construída e vivenciada onde prevalece o caráter non-aedificandi. Suas bases metodológicas são: 1. Investigar as discussões sobre modernidade, paisagem e reconhecimento;2.Construir estudos histórico-críticos sobre Brasília, coletar e analisar fontes primárias; 3.Analisar a dinâmica sócio-espacial que reconhece espacialmente a apropriação de seus habitantes;4. Mapear as dinâmicas sociais cotidianas por estudo de espaços urbanos planejados dentro do movimento moderno em Brasília e os interstícios que conformam espaços vazios e construídos entre eles. Esses vazios são fundamentais no processo de urbanização contemporâneo, já que a cidade passou a configurar-se por meio de processos de dispersão urbana, formando núcleos urbanos entremeados de vazios de diversas escalas e ordens. Os vazios, comumente interpretados como espaços desperdiçados, perigosos, que oneram e segregam, precisam ser reconceituados pela arquitetura sob caminhos metodológicos inovadores que incorporem as diversas manifestações de apropriação dos vazios na análise da paisagem urbana, e sejam capazes de contribuir para o debate acadêmico, a capacitação de técnicos de planejamento e a normatização específica.

Integrantes: Luciana Saboia Fonseca Cruz (Coordenadora) / Carolina Pescatori - Integrante / Liz da Costa Sandoval - Integrante / Sued Ferreira da Silva - Integrante / Paola Ferrari - Integrante / Lucas Brasil - Integrante / Cecília Sá - Integrante / Juliana Dullius - Integrante / Luíza Coimbra - Integrante / Emília Wolf - Integrante / Laura Camargo - Integrante / Tauana Ramthum do Amaral - Integrante / Ana Luísa Pires Pedreira - Integrante / Marcello Soares Brito - Integrante / Arthur Gomes - Integrante / Leila Saads - Integrante / Muniky Almeida Rocha - Integrante / Gabriel Akio - Integrante / Anie Caroline Afonso Figueira - Integrante / Amanda Mendonça Gomes Nogueira - Integrante.

Projeto de Pesquisa: Mapeamento de estoques de carbono e combustível acima do solo no Cerrado usando sensoriamento via drones

Descrição: Proteger as vegetações tropicais do desmatamento e fogo é a forma mais eficiente de mitigar e reduzir as mudanças climáticas, além dos benefícios para a conservação das espécies e de serviços ambientais. A maioria dos estudos sobre estoque de carbono e combustível se baseiam em análises pontuais ou análises em escalas geográficas utilizando métodos de sensoriamento remoto. Os estudos locais são precisos, entretanto restritos em termos de abrangência, o uso de sensoriamento remoto por satélites é aplicado a grandes escalas, possuem estimativas imprecisas e sujeitas a grande acumulação de erro. Por fim, existe uma lacuna sobre métodos com alto custo-benefício para a estimativa de estoques de carbono em escalas intermediárias (alguns hectares), escala na qual a maioria das decisões sobre manejo da paisagem são realizadas, como na gestão de unidades de conservação. Tendo em vista tal demanda, o presente estudo propõe a utilização de drones convencionais equipados com câmeras com câmeras multiespectral e red-edge (725 nm), para mesurar estoques de carbono e combustível em diferentes fitofisionomias em escalas intermediárias (~100 hectares) na Reserva do IBGE, Distrito Federal. Para calibrar e validar o modelo, serão utilizados dados de campo e estimativas de biomassa de indivíduos de arbóreas.

Integrantes: Rômulo José da Costa Ribeiro (Coordenador) / Gustavo Macedo de Mello Baptista - Integrante / Tamiel Khan Baiocchi Jacobson - Integrante / Frédéric Mertens - Integrante / Fernando Goulart - Integrante / Marcelo Nero - Integrante / Plínio Temba - Integrante / Bráulio Magalhães Fonseca - Integrante.

Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: Metodologia integrada de suporte ao Planejamento, Acompanhamento e Avaliação dos Programas de Transportes, do Plano Plurianual 2004/2007, no âmbito do Ministério dos Transportes, como elemento de auxílio à Gestão da Política de Transportes

Descrição: Desenvolvimento de modelo de Planejamento Estratégico Situacional de Transportes ?Desenvolvimento de sistema de indicadores que propicia a descrição do estado dos transportes no País, dando suporte ao planejamento no setor. ?Estruturação de fundamentação teórica com base nas definições sobre as finalidades do transporte e do planejamento de transporte, com estruturação de redes semânticas que ilustram as relações entre esses conceitos. ?Foi realizada uma Oficina de planejamento (40h) com a equipe técnica do Ministério dos Transportes para internalização dos conceitos e para auxílio na elaboração do PPA 2008-2011, aplicando os conceitos desenvolvidos. ?Elaboração de protótipo de Sistema de Apoio à Decisão para o Ministério dos Transportes, utilizando ferramental de Data Warehouse e Sistemas de Informações Geográficas. Este protótipo foi validado pelo Ministério e seu desenvolvimento definitivo está em processo de licitação..

Integrantes: Yaeko Yamashita (Coordenadora) / Joaquim José G de Aragão - Integrante / outros pesquisadores do Ceftru/UnB - Integrante.

Financiador(es): Ministerio dos Transportes - Bolsa.


Linha de Pesquisa 10: "Configuração Urbana, Apropriação e Participação Social" (CAPS). Descrição: Conhecimento analítico, interdisciplinar e propositivo do espaço e da forma, da cidade, paisagem e infraestrutura nas múltiplas escalas. Configuração, revitalização e reabilitação do espaço público. Planos, processos, padrões e projetos participativos.

Projeto de Pesquisa: APROPRIAÇÕES EFÊMERAS DO ESPAÇO URBANO: MEGA-EVENTOS DE RUA E GESTÃO DE CRISES/EMERGÊNCIA

Descrição: O Projeto de Pesquisa tem como objeto de estudo: os Mega-Eventos de Rua, as apropriações efêmeras de espaços urbanos que, por seu porte, transformam profundamente a dinâmica urbana cotidiana; e, as situações de crise e emergência, cuja mudança na dinâmica deve-se a desastres ou acidentes de grandes magnitudes.

Integrantes: Marcos Thadeu Queiroz Magalhães (Coordenador) / Manoel José Ferreira de Carvalho - Integrante / Edvard Passos de Santana Neto - Integrante / Bruno Oliveira Santana - Integrante / Mara Castagno - Integrante / Ernesto Pereira Galindo - Integrante / Daniel Juracy Mellado Paz - Integrante / Ana Carla Côrtes de Lira - Integrante / Mariana França Rios - Integrante.

Projeto de Pesquisa: Avaliação da implementação dos instrumentos urbanisticos dos Planos Diretores da RIDE-DF

Descrição: A pesquisa pretende investigar a implementação dos instrumentos urbanisticos, juridicos e tributarios, regulamentados pelo Estatuto da Cidade (Lei Federal 10.257/01) previstos nos Planos DIretores dos Municipios de Formosa/GO, Luziania/GO, Novo Gama/GO e no Plano Diretor de Ordenamento Territorial do Distrito Federal. A pesquisa dá continuidade à avaliação dos Planos Diretores daqueles municipios realizada no âmbito da Rede Nacional de Avaliação dos Planos Diretores Participativos coordenada pelo Observatório das Metropoles-IPPUR/UFRJ. Transcorrido um periodo médio de cinco anos da aprovação daqueles Planos busca-se investigar qual o grau de implementação dos instrumentos neles previstos partindo-se do pressuposto de que a aplicação dos instrumentos é um indicador fundamental para a aferição da efetividade daqueles Planos Diretores.

Integrantes: Benny Schvarsberg (Coordenador).

Projeto de Pesquisa: Brasília, arquitetura e vida pública

Descrição: Este projeto está vinculado à linha de pesquisa "Configuração urbana, apropriação e participação social" Este projeto pretende estudar espaços públicos no Distrito Federal, com vistas a produzir conhecimento sistematizado sobre sua configuração e uso e estruturar recomendações que embasem ? cientificamente - ações futuras de requalificação ou revitalização, venham elas a serem feitas pela iniciativa popular ou por órgãos governamentais. Tenciona-se, com isso, garantir que se haja conscientemente sobre espaços públicos existentes, potencializando os investimentos, evitando desperdícios e garantindo efetivo alcance das intervenções ? que devem objetivar espaços públicos de qualidade, que abriguem a diversidade, que sejam acessíveis, agradáveis, interessantes, seguros e que favoreçam o exercício da cidadania. Desdobramentos como: criação de um banco de dados acessível ao público; disseminação do método de levantamento e avaliação da vida pública e do espaço público, por meio da publicação de livro; e capacitação da população interessada, por meio de cursos presenciais e online também fazem parte do seu escopo.

Integrantes: Gabriela de Souza Tenorio (Coordenadora) / Bruna da Cunha Kronenberger - Integrante / Júlia Sollero de Paula - Integrante / Gustavo dos Santos Souza - Integrante / Alice Rosa Cardoso - Integrante / Thais Corrêa Cabral - Integrante / Paula Anderson de Matos Eustáquio - Integrante / layara alves cruz - Integrante / Frederico Rosa Borges de Holanda - Integrante.

Financiador(es): Universidade de Brasília - Auxílio financeiro / Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: CONFIGURAÇÃO DAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: O CASO DE BRASÍLIA

Descrição: Atualização de resultados de pesquisas anteriores, e verificação de hipóteses nelas lan-çadas, com os dados do Censo de 2010, cujos resultados saíram mais atrasados do que havia sido previsto. Desenvolvimento dos estudos morfológicos, já iniciados na fase final da presente etapa, da Área Metropolitana de Brasília (AMB) (ainda sem existência formal, mas em estudo pela CODEPLAN) e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE-DF). Aprofundamento de questões relacionadas ao núcleo sede da RIDE ? o município de Brasília ? com relação à preservação do patrimô-nio arquitetônico, à ampliação do direito à cidade no que pode estar relacionado à sua arquitetura, às graves questões de mobilidade relacionadas à configuração da malha viá-ria etc. Realização de estudos comparativos intermetropolitanos, utilizando-se dados recém-publicados na série de livros sobre metrópoles brasileiras, pelo Observatório das Metrópoles. Fortalecimento de redes de pesquisa, tanto do nosso vínculo com o Obser-vatório das Metrópoles, como com outras instituições, p.ex., a Universidade Técnica de Lisboa, outros laboratórios do Brasil que lidam com configuração edilício-urbana (p.ex., nas IFES UFPA, UFC, UFRN, UFPB, UFPE, UFF, UFSC, UFRGS) etc. Divulgação dos resultados mediante páginas na internet, grupos de discussão, e várias modalidades de publicação impressa (artigos em periódicos, trabalhos completos em anais, capítulos de livros, livros, artigos de divulgação científica etc.). Formação de recursos humanos: tenho 4 orientações de mestrado e 4 orientações de doutorado em andamento, todas como orientador principal.

Integrantes: Frederico Rosa Borges de Holanda (Coordenador) / Gabriela de Souza Tenório - Integrante / Andrea Mendonça de Moura - Integrante / Valério Augusto Soares de Medeiros - Integrante / RIBEIRO, Rômulo José Costa - Integrante / Matías Ocaranza - Integrante / Larissa Caroline Silva Jordão - Integrante / Leandro Rodrigues e Silva - Integrante / Flavio Ferraz - Integrante / Bruna da Cunha Kronenberger - Integrante / Raphael Sebba Daher Fleury Curado - Integrante / Ivan Oliveira de Grande - Integrante / Leonardo Neder de Faro Freire - Integrante / Thalyta Fernandes Ferreira - Integrante / Jose Mario Pacheco Junior - Integrante / Thaís Corrêa Cabral - Integrante.

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Projeto de Pesquisa: Desenho Urbano Sustentável participativo para a cidade resiliente: estratégias para políticas públicas contra a violência

Descrição: Com a pesquisa propomos apoio ao desenvolvimento de políticas públicas de sustentabilidade com potencial para a diminuição da violência. O estudo estabelecerá correlações, por meio de testes estatísticos, entre o verde urbano, as ilhas de calor, a morfologia urbana nas cidades do Distrito Federal (DF) e índices de ocorrências em localidades com dados de violência disponíveis. A relevância desta pesquisa reside na sua contribuição para a reabilitação ambiental arquitetônica e urbanística por meio da definição e produção de sistemas de informação acessíveis para políticas públicas duradouras, com base no fornecimento de novas formas de intervenção no espaço urbano caracterizadas por (a) bases aferíveis de projetação; (b) objetivos sociais de empoderamento e diminuição da violência (c) oferta à população de padrões aceitáveis de espaços de sociabilização, e de bem-estar, concebidos para satisfazer desejos gerais de segurança e de estabilidade. Quanto ao tratamento estatístico do tema das inter-relações entre criminalidade e morfologia urbana, recorrente em estudos acadêmicos, grande número com o enfoque da sintaxe espacial, a relevância do projeto reside, primeiro, no número de assentamentos a serem analisados no DF - 31 Regiões Administrativas - cada uma delas com seu desenho urbano próprio; segundo, nas tipologias criminais a serem avaliadas, consideravelmente ampliadas pois, em geral, as pesquisas trabalham com furtos e roubos de transeuntes ou de residências, classificados como crimes contra o patrimônio e, terceiro, na inclusão de variáveis sócio econômicas de renda e escolaridade na análise, pela influência que têm como potenciais geradoras de crimes.

Integrantes: Marta Adriana Bustos Romero - Coordenador / Márcio Buzar - Integrante / José Marcelo Martins Medeiros - Integrante / Rômulo José da Costa Ribeiro - Integrante / Caio Frederico e Silva - Integrante / Ana carolina Cordeiro Correia Lima - Integrante / Patricia Regina Chaves Drach - Integrante / Gustavo de Luna Sales - Integrante / Elen Vianna - Integrante / Abner Calixter - Integrante / Daniela Werneck - Integrante / Geovany Jessé Alexandre da Silva - Integrante / MarianaPereira Guimaraes - Integrante / Valmor Cerqueira Pazos - Integrante / João Vitor Lopes Lima Farias - Integrante / Lara Alexandrina Amorim Nunes - Integrante / Erondina Azevedo de Lima - Integrante.

Financiador(es): Fundação de apoio à pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.

Projeto de Pesquisa: Direito a cidade: estudo sobre a mobilidade urbana da Área Metropolitana de Brasília - AMB

Descrição: O objetivo desta pesquisa é entender que obstáculos de natureza socioeconômica, de infraestrutura e ambientais devemos enfrentar para transformar os municípios de nossa metrópole de forma que sejam capazes de assegurar a qualidade de vida e melhoria da dinâmica da mobilidade urbana do DF e descobrir como chegar à sustentabilidade do acesso da população às grandes áreas que envolvem o trajeto casa-trabalho na região metropolitana de Brasília. Além de contribuir para colocar a questão do desenvolvimento urbano no centro do debate sobre desenvolvimento regional.

Integrantes: Rômulo José da Costa Ribeiro (Coordenador) / Matheus Batista da Silva - Integrante / Lorrana da Cruz Pires - Integrante / Diulie Caroline Ferreira Alves - Integrante / Leandro Ricarto Ferreira de Souza - Integrante.

Financiador(es): Fundação de apoio à pesquisa do Distrito Federal - Bolsa.

Projeto de Pesquisa: Os Parlamentos-cidades: variáveis espaciais em Casas Legislativas

Descrição: A pesquisa é de natureza exploratória e propõe um estudo comparado entre as estruturas espaciais de Casas Legislativas (estaduais e internacionais), com o intuito de confrontar o contexto da Câmara dos Deputados num panorama de órgãos congêneres. O projeto prossegue pesquisas anteriores resultantes do GPE ?A Política do Espaço: uma investigação comparativa entre a estrutura espacial e o desempenho das atividades em casas legislativas (Congresso Nacional/Brasil e Assembleia da República/Portugal)?, agora alargando os estudos de caso e refinando a abordagem metodológica, a partir de um foco funcional. A investigação ampara-se na interpretação de que as relações espaciais em edifícios ou conjuntos complexos requer o aprimoramento sobre o quanto aspectos funcionais afetam as relações de trabalho, a interação interpessoal e a troca de experiências, incidindo sobre o desempenho das instituições. O estudo procura responder às seguintes questões de pesquisa: (1) Como é possível ler a estrutura espacial da Câmara dos Deputados em relação a instituições congêneres?; (2) Que variáveis são relevantes para uma leitura espacial comparada entre Parlamentos; e (3) Em termos espaciais, de que maneira Casas Legislativas estaduais e internacionais se aproximam? Espera-se alcançar como produto um conjunto de variáveis testadas e validadas que assegurem a obtenção de cenários de qualidade espacial nas instituições analisadas, subsidiando o planejamento e a gestão desses espaços.

Integrantes: Valério Augusto Soares de Medeiros (Coordenador) / Alessandro Luiz Chahini Escudero - Integrante / Claudia Cristina Aires Gomes - Integrante / Izabela Rebelo Miquelino Cunha - Integrante / Juliane Porto Cruz - Integrante / Alessandro da Rocha - Integrante / Késia Balduíno da Silva - Integrante / Erika Saman Diógenes Cesarino - Integrante / Júlia Rabelo Rodrigues - Integrante / Ana Luiza Ferreira Veiga Barros - Integrante.

Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.