LABORATÓRIOS DE PESQUISA


Os laboratórios de pesquisa vinculados ao PPG-FAU-UnB voltam-se para áreas diversas, tais como História da Cidade, Planejamento Urbano, Gestão Ambiental Urbana, Reabilitação Urbana, Eficiência Energética, Desenvolvimento Sustentável, Recursos Digitais, Estética e Semiótica. Suas atividades envolvem o desenvolvimento de pesquisas, o oferecimento de cursos de extensão, a elaboração de pareceres e análises, a prestação de serviços de consultoria, a organização de eventos científicos e a realização de publicações. Essas atividades podem envolver parcerias com instituições acadêmicas, órgãos governamentais e empresas privadas. A atuação dos laboratórios tem criado um ambiente fértil para a produção de conhecimentos, fortalecendo as articulações entre Ensino, Pesquisa e Extensão na FAU-UnB. Segue-se a descrição dos Laboratórios e Grupos de Pesquisa do PPG-FAU:

1. Laboratório de Estudos da Urbe – LabeUrbe

2. Laboratório de Controle Ambiental e Eficiência Energética – LACAM

3. Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade – LACIS

4. Laboratório de Sustentabilidade aplicada à Arquitetura e Urbanismo – LASUS

5. O Laboratório de Fabricação Digital e Customização em Massa ( LFDC)

6. Laboratório Dimensões Morfológicas do Processo de Urbanização – DIMPU

7. Laboratório de Tecnologia em Estruturas e Construção Civil na Arquitetura - LATEC

8. Núcleo de Estética, Hermenêutica e Semiótica – NEHS

9. Observatório das Metrópoles – Núcleo Brasília –RIDE

10. Núcleo de Tecnologia da Construção e Sistemas Estruturais

11. Grupo de Pesquisa em História do Urbanismo e da Cidade - GPHUC

12. Grupo de Pesquisa em Gestão Ambiental Urbana g-GAU

13. Grupo de Pesquisa Água & Ambiente Construído


1. Laboratório de Estudos da Urbe – LabeUrbe: O laboratório foi criado em 2010 e reune professores de linhas de pesquisas distintas no âmbito do PPG-FAU e de Departamentos Acadêmicos distintos no âmbito da FAU-UnB o que reforça sua característica estrutural, qual seja, a diversidade na construção do conhecimento e se constitui num fórum de pesquisas e estudos permanentes para a produção de conhecimentos acerca das questões urbanas. O campo temático do LabeUrbe envolve diferentes escalas e categorias conceituais compreendidas entre a cidade, o urbano, a região e o território. Assim, o LabeUrbe abre-se para diferentes pesquisas e interações acadêmicas, científicas, técnicas e artísticas embora a ênfase seja dada ao campo da arquitetura e do urbanismo, que constitui também sua base institucional.
Como fórum de estudos e produção de conhecimentos tem os seguintes objetivos: 1. Promover e abrigar estudos sobre o urbano em suas distintas escalas e abordagens. 2. Aproximar grupos de pesquisa que lidem com as questões urbanas nas múltiplas escalas e abordagens. 3. Estimular a consolidação dos grupos de pesquisa, buscando articulá-los em redes nacionais e internacionais através de intercâmbios e convênios com essas instituições. 4. Promover e realizar eventos (Seminários, palestras, conferências, etc.) nos quais o tema central seja o urbano. 5. Promover e realizar eventos abertos à participação da sociedade em geral. 6. Promover a aproximação com outros departamentos, faculdades, núcleos ou institutos da UnB que desenvolvam pesquisas afins (Letras, Geografia, Economia, Sociologia, Artes, Antropologia, História, Neur/Ceam, Engenharias e etc.) 7. Envolver os alunos de graduação e pós-graduação, no desenvolvimento das atividades técnico-científicas. 8. Articular recursos e apoios que possam viabilizar as pesquisas, estudos e atividades acolhidas no LabeUrbe, participando dos editais possíveis pertinentes ao seu âmbito de atuação.
São temáticas de interesse do LabeUrbe: 1. A cidade contemporânea e suas diferentes dimensões (patrimonial, artística, pública e privada, , etc. ) 2. Metrópoles: dinâmicas, economia, articulações, políticas públicas, planejamento, gestão, etc.. 3. Regiões: caracterização, planejamento, políticas públicas, economia, articulações. 4. Municípios: caracterização, planejamento, políticas públicas, economia, articulações. 5. História do urbanismo: história de cidades; história da disciplina; historia do pensamento urbanístico. 6. Legislação urbanística e Instrumentos de política urbana: planos-diretores, projetos urbanísticos, leis de parcelamento, uso e ocupação do solo, ordenamento territorial, processos, metodologias e conceitos de planejamento urbano, instrumentos urbanísticos, jurídicos e tributários aplicados ao planejamento urbano e regional.

Membros: Profa. Dra. Ana Elisabete (Coordenadora; do DTHAU-FAU), Profa. Dra. Elane Ribeiro (DTHAU-FAU), Prof. Dr. Benny Schvasberg (PRO-FAU), Profa. Dra. Luciana Saboia (DTHAU-FAU) e Prof. Dr. Ricardo Trevisan (DTHAU-FAU). O LabUrbe está sediado em sala-laboratório no PPG-FAU.


2. Laboratório de Controle Ambiental e Eficiência Energética – LACAM: O LACAM possui como objetivos a pesquisa, o ensino e a extensão nos campos disciplinares da Qualidade Ambiental no Espaço Construído, considerando o Conforto Térmico, Luminoso e Sonoro, a Eficiência Energética e o Uso Racional de Água, visando à disseminação destes conceitos e princípios considerando a prática projetual. Desenvolve projetos de pesquisa em 5 eixos: critérios e parâmetros para qualidade ambiental, instrumentos e métodos para projeto do ambiente construído com foco em qualidade ambiental, iluminação natural e artificial no espaço construído, certificações e etiquetagem de eficiência energética, uso e conservação de água nas edificações. Está vinculado ao Grupo de Pesquisa do CNPq “Iluminação natural e qualidade ambiental no espaço construído”. O LACAM tem convênio com a Eletrobrás e conta com financiamento do CNPq, integra a Rede Nacional de Laboratórios para Eficiência Energética em Edificações (R3E), cujo objetivo é desenvolver, disseminar e aplicar a metodologia de Certificação e Etiquetagem de Eficiência Energética em Edificações do PROCEL/INMETRO. No âmbito desses convênios, realiza cursos de extensão e atividades de pesquisa aplicada relativos à eficiência energética e certificação de edificações. O LACAM foi convidado oficialmente para se tornar um Organismo de Inspeção Acreditado pelo INMETRO, para emissão de Etiqueta de Eficiência Energética. Atualmente, esse convite formalizado pelo reitor da UnB encontra-se em andamento através de parceria com o CDT – Centro de Desenvolvimento de Tecnologia da UnB – para incubação da empresa Quali-A. O LACAM coordena a representação brasileira da Divisão 3 da Comission International dell´Eclairage (Comissão Internacional de Iluminação - CIE Brasil), que abarca a participação de 4 instituições brasileiras e seus respectivos grupos de pesquisa (UFMG, UFSC, USP e UFAL). O grupo tem participação na CIE- Internacional, através da colaboração e cooperação com grupos de pesquisa internacionais sobre temáticas específicas na área de iluminação.
Dentre os projetos de pesquisa e programas em desenvolvimento no LACAM em 2012 e com continuidade nos próximos 2 anos pode-se citar:
(i). Ampliação da capacidade laboratorial em tecnologia de uso racional de energia dentro do contexto da Lei de Eficiência Energética – 2010/2014 – Financiado pela FUNPEC/Eletrobrás
(ii). Estruturação, Definição e Desenvolvimento de Pesquisas e Disseminação da área de Luz Natural da Divisão 3 CIE Brasil – 2012/2014 – Financiado pela FUNDEP/ Eletrobrás
(iii) Conforto Ambiental e Eficiência Energética em Edificações – projeto de pesquisa desenvolvido no âmbito do CDT – Centro de Desenvolvimento Tecnológico da UnB – 2011/2015
(iv) Avaliação do Nível de Eficiência Energética e Análise de Posses e Hábitos de Edifício Comercial da Zona Bioclimática 4 - Atividade de Etiquetagem em parceria com o Labceca (Laboratório de Conservação de Energia e Conforto Ambiental) da Universidade Federal Fluminense.
Atividades concluídas em 2012:
• Panorama das Edificações Eficientes no Brasil – desenvolvida para o Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE)
• Elaboração de Modelo de Código de Obras e Edificações do Instituto Brasileiro de Municipalidades (IBAM)
• Elaboração de Caderno de Eficientização Energética para Edifício modelo Escolar do Programa Proinfância do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE)
• Análise de viabilidade para o aproveitamento de água pluvial e reúso de águas cinzas em edifícios residenciais de Brasília
• Diagnóstico dos usos-finais do consumo de água em escola pública do Distrito Federal – pesquisa desenvolvida para a Escola Classe 415 Norte
• Estudo sócio-técnico do uso e conservação de água em edificações residenciais do Distrito Federal (projeto finalista do Prêmio ANA 2012)
• Etiquetagem de eficiência energética e propostas para reabilitação do edifício do Ministério de Minas e Energia
• Etiquetagem de eficiência energética do novo Edifício Sede da Caixa Seguros
• Etiquetagem de eficiência energética e sistema para uso racional de água do Edifício Sede IV do Banco do Brasil
• Análise e proposta de adequação das aberturas zenitais com vistas ao aproveitamento da luz natural e eficiência energética no Centro Comercial Conjunto Nacional

Infraestrutura: Conta com os seguintes equipamentos: 08 computadores; 01 notebook; 01 impressora jato de tinta; 01 impressora multifuncional; 1 impressora laser; 1 plotter; 01 scanner HP 3200C; 02 trenas laser; anemômetros, barômetros, cronômetros, decibelímetros, higrômetros, luminancímetros, luxímetros, multímetros, polímetros, psicrômetros, termógrafos, termômetros, 01 Espectrofotômetro de refletância; 01 Equipamento de medição de consumo e demanda; 01 medidor de energia solar; 02 Projetores multimídia. Conta com extensa lista de material laboratorial instalado em 60 m2. Analysis 2.0 Bio; Arquitrop; CTCA; Daylight; Ecotect v. 5.2; Lightscape; Luz do Sol; Radiance; Rayfront/3dSolar; Relux, DOMUS e Design Builder.

Membros:
Profa. Dra. Cláudia Naves David Amorim (Coordenação), Prof. Mestre Caio Frederico e Silva, Prof. Dr. Daniel Richard Sant’Ana, Profa. Mestre Rosana Stockler Campos Clímaco, Prof. Mestre Paulo Marcos Paiva de Oliveira, Profa. Mestre Vanda Zanoni
Contato: Telefone: 61 3107-7453 / 7454
E-mail : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ; O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


3. Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade – LACIS: O LACIS foi criado em 2004 como uma parceria entre o Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB e a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - FAU/UnB. Em 2010 com a criação dos campi descentralizados foi incorporada a Faculdade UnB Gama –FGA que possui atividades afins a seus objetivos. O LACIS visa à pesquisa, ensino e extensão com o foco em inovação e sustentabilidade do ambiente construído, considerando as redes colaborativas, a inclusão social, a educação ambiental e o fortalecimento do sistema de aprendizado da indústria da construção de outras organizações afins. Como missão assume a criação, teste e compartilhamento de tecnologias, metodologias e conhecimento com foco na cadeia produtiva da indústria da construção, gestão integrada de resíduos sólidos e processos regenerativos sociais e urbanos, que constituem os três eixos estratégicos de pesquisa do LACIS.
Projetos em andamento contínuo:
(i) O programa de Gestão de Materiais que objetiva contribuir com a gestão dos materiais utilizados pelo processo construtivo, visando à minimização de impactos ambientais gerados desde a fase de extração de matéria prima até o descarte na forma de entulho. A concepção do programa é resultado do trabalho em parceria do LACIS e a Comissão de Materiais (COMAT) do Sinduscon-DF (Sindicato da Indústria de Construção do DF.
(ii) Programa de Responsabilidade Ambiental e Social na Cadeia produtiva da Indústria da Construção que objetiva contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção e foi concebido conjuntamente Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e conta com a parceria da Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA -Federação das Indústria de Brasília e é subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas -PROCOMPI .
(iii) Observatório da Cadeia de Resíduos Sólidos Recicláveis - O Observatório foi desenvolvido com o apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do Ministério de Ciência e Tecnologia e possui como objetivo estruturar as informações sobre gestão de resíduos sólidos recicláveis, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema o que significa . a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc)
(iv).Observatório do Conhecimento para Inovação da Cadeia Produtiva da Indústria da Construção. Se constitui numa parceira com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção e tem como objetivo pesquisar, coletar, analisar, validar, processar, armazenar e disseminar dados de toda a natureza que tenham correlação com a geração e disseminação de conhecimento para a inovação da cadeia produtiva da indústria da construção. O primeiro piloto está sendo desenvolvido e implantado no DF e deverá ser disseminado para outras localidades do país a partir da criação de uma rede a ser construída inicialmente com a participação de cinco estados federativos em cada região do país.
(v) OBSERVE UnB – Se constitui num observatório sobre conhecimento para inovação na UnB tendo sido uma iniciativa do Decanato de Pesquisa e Pós-graduação (DPP) abarcada pelo Lacis. É um ambiente georreferenciado para compartilhamento ostensivo de dados, informações e conhecimento produzidos pela Universidade de Brasília. No Observatório podem ser encontradas as áreas e temas de pesquisa, os pesquisadores e respectivos departamentos, as respectivas pesquisas e resultados, bem como a rede de relacionamentos.
(vi) NUESP – O Núcleo de Estudo e Pesquisa da Edificação Penal visa trabalhar na construção de informações que subsidiem o desenvolvimento da cadeia produtiva de edificações penais e modelos de ressocialização de egressos penitenciários.
(vii) Planejamento da implementação do Projeto do Pisac – Parque de Inovação e Sustentabilidade do Ambiente Construído – realização de eventos técnicos apresentando o projeto; realização de estudos de viabilidade econômica; concepção de modelo de rede de cooperação técnica científica e identificação de modelos de cooperação técnica científica. 

(viii)Pacto Setorial do Plano Nacional para Produção e Consumo Sustentáveis (PPCS) - Macrometa Pacto Setorial. No âmbito do PPCS foram definidas três metas: i) Índice de Sustentabilidade de Canteiros de ii) Guia de Compra Responsável na Construção (GCRC) iii) Estruturação de capacitação em gestão de resíduos de construção para disseminação pelo Senai - definição de métodos e conteúdos com foco no desperdício e gestão de resíduos em canteiros de obras a serem introduzidos em cursos de preparação técnica do Senai. VALOR: Faz parte do convênio 

(ix) Projeto de reciclagem de produtos eletroeletrônicos - Esse projeto está sendo desenvolvido no campus da FGA, no escopo da disciplina de Engenharia e Ambiente, com alunos de graduação, professores da FGA, equipe técnica do Lacis. 

(x) Acordo de Parceria com o Instituto Venturi com os objetivos de co-realização do 4FIRS Fórum Internacional de Resíduos Sólidos (Jul 2013), com a coordenação científica a cargo do Lacis; além de Projeto de cursos de pós graduação em Planejamento Ambiental e gestão de resíduos. 

Infraestrutura: O Lacis possui 10 micro-computadores e instalações em 100 m2 , devidamente mobiliado em diversas salas.Dentre os projetos de pesquisa e programas em desenvolvimento no Lacis, citam-se:
Membros : Dra. Raquel Naves Blumesnchein (coordenadora ) , Dra. Maria Vitória Duarte Ferrari Tomé, Ms. Lisa Andrade, Ms. Vanda Alice Zanoni
Contato:Telefone: 61 3107-7475 ; E-mail : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  ; Site: www.lacis.unb.br


4. Laboratório de Sustentabilidade aplicada à Arquitetura e Urbanismo – LASUS: Este laboratório tem por objetivo oferecer infraestrutura física a grupo de pesquisa que desenvolvendo projetos e consultoria sobre avaliação ambiental integrada, construção de projetos sustentáveis, elaboração de indicadores ambientais, reabilitação de edifícios e áreas degradadas e apoio à revisão e construção de Planos Diretores Participativos. O Laboratório Volante do Grupo e do LaSUS, 01 Veículo FIAT DOBLO adaptado para receber equipamentos para medição das variáveis ambientais, construído com recursos do FINEP CTINFRA 2006 e Pro - equipamentos 2007, com os equipamentos solicitados tem condições de fazer medições instantâneas e medições programadas em series pré-determinadas e medir a temperatura do ar, a temperatura radiante, a umidade relativa, a velocidade do ar e iluminância; calcula também o total do VMP e a distribuição de iluminação (02 Confortímetros SENSU – UFSC, 05 Anemômetros VEB modelo 6 série 872879, 05 anemômetros Instrutherm digital modelo AD-145, 05 termômetros Instrutherm de superfície digital TI – 095). Está complementada pela Estação de Classe Geral estabelecida com as normas IDMP - Estação Fixa instalada na cobertura do ICC e, além da medição de luz natural e caracterização do céu terá condições de medir a irradiação, umidade, radiação solar global, direta difusa, luminância de zênite, irradiâncias horizontais e verticais nas direções N, S, L, O, irradiâncias vertical global e nas direções N, S, L, O e a iluminância global difusa horizontal; permitindo ao mesmo tempo a medição de temperatura e umidade. Instalações físicas do Laboratório de Sustentabilidade Aplicada a Arquitetura e Urbanismo – LaSUS de 60 m2. O LaSUS conta com biblioteca e equipamentos, dentre os quais destacamos 05 computadores, 02 impressoras jato de tinta, 01 scanner, 01 notebook, 01 netbook, 01 impressora Laser colorida, 01 câmera fotográfica, softwares; Analysis 2.0 Bio; Arquitrop; CTCA; Daylight; Ecotect v. 5.2; Luz do Sol; Radiance; Relux e ;GPSMAP 765 Garmin com sensores e mapas.
Página do laboratório www.lasus.unb.br.
Principais atividades desenvolvidas em 2010 – 2012:
- Parametrização dos espaços abertos. Estudo de configuração urbana e desempenho ambiental para a reabilitação ambiental sustentável. As aquisições recentes com apoio de fomento - CNPq, e do CT- Infra-FINEP, consistem em equipamentos (estação metereológica e confortímetros) para medições em campo e veiculo para realizar transeptos de medições. A mobilidade do Laboratório de Sustentabilidade Aplicada à Arquitetura e Urbanismo propicia conhecimento concreto do objeto de estudo e de suas variáveis, preservando, a precisão e a agilidade da pesquisa laboratorial fundamentada e controlada. Apoio: CNPq Universal 2008, FAPDF 2009 e Capes /Fipse2008-2008.
- Planos diretores e urbanísticos dos campi UnB em Gama e Ceilândia;
- Projeto de adequação do edifício de serviço de Hemocentro Público, apoiado nas premissas de APO /RETROFIT, etiquetagem predial e PROCEL - BRASÍLIA - 2011/12; 

-Hemorrede sustentável HemoRio - 2012-2013; 

- Curso de Especialização semi presencial REABILITA, citado anteriormente;
- Consórcio Estados Unidos – Brasil – Universidades do Futuro
UnB - Texas A&M University, Ball University, PUCRGS, CAPES/FIPSE - USBFUC 2008-2012. 

Integrantes: Prof. Dra. Marta Adriana Bustos Romero (Coordenação – LASUS – UnB), Prof. Ms. Caio Frederico e Silva, Ms. Gustavo Luna Sales, Arq. Aline Nemer, Arq. Ana Carolina Lima, Arq. Nathalia da Rosa Pires, Valmor Pazos (apoio técnico), Júlia Sollero (estagiária), Isabel Alencar (estagiária). 

Contato:Telefone: (61) 31077445
www.lasus.unb.br

 

 

5. O Laboratório de Fabricação Digital e Customização em Massa ( LFDC): Este laboratório tem por objetivo oferecer infra-estrutura física ao grupo de pesquisa registrado com o mesmo nome no diretório do CNPq, desenvolvendo projetos sobre: aprendizado baseado em problemas em ensino de arquitetura; ensino à distância de projeto de arquitetura; fabricação digital; prototipagem rápida.
Projetos desenvolvidos em torno de três eixos temáticos:
(i)Ensino de Projeto de Arquitetura. Este eixo temático tem por objetivo investigar e desenvolver novos métodos de ensino de ateliê de projeto de arquitetura, sob uma perspectiva construtivista, visando a incorporação de novas tecnologias ao processo de projetação. Dois projetos de pesquisa encontram-se em andamento: a) Aprendizagem baseada em problemas em ensino de arquitetura, b) Ensino à distância de ateliê de projeto de arquitetura. Estes projetos tem sido desenvolvidos com a participação do Prof. Dr. Alan Harold Bridges, University of Strathclyde, Reino Unido.
(ii)Prototipagem Rápida, Fabricação Digital e Customização em Massa. Este eixo temático tem por objetivo estudar e desenvolver novos métodos e técnicas de projetação e construção computadorizadas, sob a perspectiva de mudança de paradigma em arquitetura, particularmente a substituição do paradigma da padronização em massa, predominante em projetação e produção arquitetônica desde o final do século dezenove, pela customização em massa, possibilitada pela revolução digital do final do século vinte. Dois projetos de pesquisa encontram-se em andamento: a) Fabricação digital e a industria da construção civil no Centro-Oeste Brasileiro, b) Fabricação digital no ensino de arquitetura e urbanismo.
Estes projetos tem sido desenvolvidos com a participação do Prof. Dr. Alan Harold Bridges, University of Strathclyde, Reino Unido e Prof. Dr. Loukas Nickoulas Kalisperis, Pennsylvania State University, EUA.
(iii) Simulações computacionais em Projeto de Arquitetura: Este eixo temático tem por objetivo estudar e desenvolver sistemas de apoio ao processo de concepção e análise de projeto, de simulação computacional da performance dos edifícios e sistemas modelagem da informação da construção ("Building Information Modeling"). Estão em desenvolvimento os seguintes projetos de pesquisa: a) Sistemas generativos de projeto: gramática da forma, projeto paramétrico e arquitetura algorítmica, b) Sistemas BIM e interoperabilidade, c) Avaliação de softwares, d) Jogos computacionais em projeto de arquitetura.
Infraestrutura O LFDC possui uma sala de reuniões e duas salas com isolamento acústico para o desenvolvimento e produção de material didático em multimídia destinados ao ensino à distância. Conta com os seguintes equipamentos e recursos: 06 computadores AMD Sempron 3000 2.0 GHz, sendo 3 deles clientes, 2 servidores de ensino à distância e 1 servidor de arquivo; 01 computador Intel Core 2 Quad 2.4 GHz, utilizado como servidor dos aplicativos ‘Inter-Tel Web Conferencing’ (10 usuários simultâneos) e ‘FormZ’ (37 licenças flutuantes); 03 computadores AMD Sempron 2400 1.6 GHz, sendo 2 deles clientes e 1 Firewall físico; 01 ‘notebook’ Toshiba Satellite, AMD Turion 64x2 01 impressora HP laser; 01 Placa de captura de vídeo Pinacle; 01 Máquina de prototipagem rápida por subtração e scanner tridimensionais Roland MDX-20; 01 Máquina de prototipagem rápida por subtração Roland MDX-40; 01 Câmera Fotográfica Digital; 01 Impressora laser. 01 Cluster de alta performance para processamento de ambiente virtual (mini-CAVE) semi-imersivo (em processo de montagem). 01 Máquina de prototipagem rápida por adição Zcorp 310.
Contatos: Tel.: (61)3107 7448;
email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ;
Website: http://lecomp.fau.unb.br/

 

 

6. Laboratório Dimensões Morfológicas do Processo de Urbanização – DIMPU: Este laboratório tem por objetivo oferecer infra-estrutura física ao grupo de pesquisa registrado com o mesmo nome no diretório do CNPq, o qual desenvolve reflexões sobre os processos de urbanização e sobre as dimensões morfológicas da cidade, questões que dizem respeito aos instrumentos normativos de planejamento, à gestão democrática e participação, à análise econômico-geográfica do espaço urbano e à sistematização de informações, bem como aquelas questões relacionadas as dimensões morfológicas do processo de urbanização.

 


7. Laboratório de Tecnologia em Estruturas e Construção Civil na Arquitetura - LATEC: O Laboratório de Tecnologia em Estruturas e Construção Civil na Arquitetura (LATEC) reúne pesquisadores da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, que atuam ativamente com trabalhos envolvendo estruturas, tecnologia e construção civil. O LATEC tem como objetivo a pesquisa, o ensino e a extensão, estabelecendo-se como um centro de produção e de difusão de estudos tecnológicos teóricos e experimentais aplicados à arquitetura, buscando estudar as relações entre arquitetura e os sistemas estruturais e construtivos, considerando aspectos conceituais, técnicos, históricos e simbólicos, explorando limites e interações entre arquitetura, engenharia estrutural e a construção civil. Faz ainda parte do objetivo do LATEC implementar um fórum permanente de debates sobre novas tecnologias aplicadas à arquitetura, estruturas e construção civil, estabelecendo um intercâmbio que sustente uma relação entre a universidade e a sociedade. O LATEC está vinculado à área de concentração “Teoria Ambiente e Sustentabilidade” do PPF-FAU-UnB e ao Grupo de Pesquisa do CNPq “Estruturas e Arquitetura”.  

Linhas de Pesquisa:  

- Estruturas e Arquitetura;
- Sustentabilidade, Qualidade e Eficiência do ambiente construído;
- Técnicas e processos de produção do ambiente construído. 

 

Infraestrutura: 

Conta com 6 computadores desktop com monitores de 21 polegadas, 2 impressoras multifuncionais, 14 licenças de Sistema CAD TQS para análise de estruturas de concreto armado, 1 prensa hidráulica computadorizada para ensaio de compressão (solo), 1 prensa manual para BTC, 1 estufa, 1 argamassadeira, 2 betoneiras portáteis de 80 litros cada, 2 homogeneizadores de solo, 1 agitador de papel, 1 jogo de peneiras da ABNT, 5 cilindros CPS (extrator).  


Integrantes: 

Prof. Dr. Carlos Eduardo Luna de Melo (coordenador), Prof.ª Dr.ª Cláudia Estrela Porto, Prof. Dr. Janes Cleiton Alves de Oliveira, Prof. Dr. José Manuel Morales Sánchez, Prof. Dr. Márcio Augusto Roma Buzar, Prof. Dr. Márcio Albuquerque Buson, Prof.ª Vanda Alice Zanoni.  

Contato: 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  ; O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

  

8.Logo NEHS Núcleo de Estética, Hermenêutica e Semiótica – NEHS - Abriga reflexões teórico-filosóficas junto ao Programa de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (PPG-FAU/UnB). As pesquisas nele desenvolvidas caracterizam-se pelo trabalho interdisciplinar e voltam-se para a Estética, Teoria do conhecimento, Filosofia do Espaço, Filosofia da arte e da arquitetura, Arte comparada, Semiótica da cultura, Hermenêutica filosófica e arquitetônica, incluindo análises e interpretações de obras de arte e de fenômenos culturais. No âmbito dessas pesquisas, preocupa-se com a teoria do espaço, a distinção entre espaços construídos e obras de arte e arquitetônica, o arquitetônico e a cidade na história da filosofia e no pensamento das artes, o aproveitamento de figuras de linguagem para o entendimento de obras de arte e monumentos, e questões jurídicas, psicológicas, axiológicas e ecológicas que envolvem o processo arquitetônico e urbanístico.

O Núcleo de Estética integra, através de seus membros, dentre outros, o Grupo de Trabalho - Estética, da ANPOF - Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, a Rede Interdisciplinar de Pesquisa dos Colóquios Internacionais de Filosofia e Ficção, a Associação Brasileira de Estética – ABRE  e o DOCOMOMO – Brasil. Publica desde 2010 o periódico científico e gratuito Revista de Estética e Semiótica exclusivamente em formato eletrônico – ISSN 2238-362X.
Registrado em 2007 na Plataforma do Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, o NEHS organiza desde então, regularmente, seminários, palestras, minicursos, e promove oficinas e exposições em parceria com a Coordenação de Extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.
Membros: Flávio Kothe (coord.), Jaime de Almeida, Luciana Sabóia, Miguel Gally (coord.) e Reinaldo Guedes Machado, bem como seus respectivos mestrandos, doutorandos, ex-alunos, graduandos interessados em iniciação à pesquisa científica e outros pesquisadores. Formação completa do NEHS.

 

 

9. Observatório das Metrópoles – Núcleo Brasília –RIDE - O Núcleo foi criado em 2009, e se constitui parte do “Observatório das Metrópoles: território, coesão social e governança democrática apoiado pelo INCT/CNPq/FAPERJ - Processo 573.866/2008-2. Congrega pesquisadores de dois campi da Universidade de Brasília , no campus Darcy Ribeiro PPG-FAU e no campus da Faculdade UnB Planaltina e está se consolidando na linha de análises espaciais urbano-ambientais. É constituído por pesquisadores vinculados à Universidade de Brasília, ao governo do Distrito Federal -GDF e a empresas especializadas em estudos ambientais e urbanos.
As linhas de trabalho do Núcleo são as mesmas do Observatório: Linha I - Metropolização, dinâmicas metropolitanas e o território nacional; Linha II - Dimensão sócio-espacial da Exclusão/Integração nas metrópoles: reprodução das desigualdades e impactos na sociabilidade urbana; Linha III - Governança Urbana, Cidadania e Gestão das Metrópoles; Linha IV - Monitoramento da realidade metropolitana e desenvolvimento institucional.
Membros : Dr. Rômulo José da Costa Ribeiro (coordenador) Dra. Gabriela Tenório , Dr. Frederico Rosa Borges de Holanda, Dra. Marta Adriana Bustos Romero , Dr. Gustavo Macedo de Mello Baptista, Dr. Edilson de Souza Bias, Andréa de Almeida Lara Ribeiro, Rafael Luiz Pimenta Ribeiro , Mestrandos, Graduandos/bolsistas
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 


10. Núcleo de Tecnologia da Construção e Sistemas Estruturais:
Constituído em 2011. Propõe-se a ser um espaço onde os pesquisadores podem conhecer materiais de construção, suas características básicas e propriedades mecânicas, além de ser um local para o exercício de habilidades construtivas com o ensaio de propriedades de materiais.
Atividades em 2012:
Elaboração de projeto específico de estrutura, fundações e instalações das edificações dos 4 blocos do campus Darcy Ribeiro da UnB – REUNI

Coordenador: Prof. Dr. Márcio Augusto Roma Buzar

Endereço eletrônico: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

11. Grupo de Pesquisa em História do Urbanismo e da Cidade - PGHUC: Trata da história e historiografia da cidade, do urbanismo e do planejamento urbano no Brasil nos séculos XVIII, XIX e XX. Nesta articulação história-historiografia estruturada pela lógica interdisciplinar e da circulação das idéias, o Grupo irá levantar, catalogar e interpretar a construção do pensamento urbanístico no Brasil, o desenvolvimento fisico, social e cultural das cidades, a vida urbana, a problemática do municipio-municipalismo, das instâncias institucionais de assistência aos municípios mediante análise de fontes documentais primárias oriundas dos arquivos dos profissionais urbanístas e instituições públicas e/ou particulares. Planos urbanísticos, memoriais e relatórios, artigos em revistas, anais de congressos, livros entre outros perfazem o escopo documental de trabalho do grupo. Do trabalho de levantamento e catalogação contribuirá para produção não só do conhecimento da área de história do urbanismo e da cidade, mas da sistematização documental para futuras pesquisas do GPHUC e de outros grupos de pesquisa no Brasil. Um grande eixo temático estrutura as atividades do grupo: Urbanismo e Urbanização no Brasil: séculos XVIII-XIX-XX. Deste eixo central surgem os subtemas do grupo (que serão orientadores das linhas de pesquisa): urbanismo e municipalismo no Brasil; memória, cultura e cidade; município, municipalismo e vida urbana; política e legislação no debate municipalista; assistência aos municípios e gestão municipal; engenheiros e urbanistas: biografia profissional e pensamento urbanístico. Um segundo eixo de pesquisa (articulado ao primeiro eixo) perfaz um debate que não está restrito ao Brasil, mas ao contexto Iberoamericano: o municipalismo e os problemas urbanos municipais no âmbito da Organização Iberoamericana de Cooperacion Municipal, desde sua fundação como Organização Interamericana de Cooperacion Municipal em 1938.

Coordenação: Prof. Dr. Rodrigo de Faria

Endereço eletrônico: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Site: gphuc-cnpq.blogspot.com.br

 

 

12. Grupo de Pesquisa em Gestão Ambiental Urbana g-GAU, O grupo de pesquisa em gestão ambiental urbana possui como objetivo identificar ferramentas de apoio à gestão do espaço urbano de maneira a possibilitar a inserção dos condicionantes socioambientais nas decisões sobre uso e ocupação do solo urbano. Congrega pesquisadores do PPG-FAU, Faculdade do Gama e Universidade Católica de Brasília e tem trabalhado em parceria com o Governo do Distrito Federal, Banco Interamericano de Desenvolvimento-BID, Câmara Federal entre outros parceiros recentes.

Destacam-se como seus três eixos de trabalho: (I) Agenda Marrom: Projeto urbano e infraestrutura; (ii) Avaliação de impactos ambientais de assentamentos urbanos; (iii) Instrumentos de política urbana e ambiental para construção da qualidade ambiental urbana (iv) regularização fundiária urbana em áreas de fragilidade ambiental 
Principais atividades desenvolvidas em 2012 
• Observatório Metodológico PROCIDADES - Estudo de avaliação da fase de implementação de projetos de desenvolvimento urbano em oito cidades brasileiras- Campo Grande, Vitoria, Manaus, Aracaju, Toledo, Belfort Roxo, Curitiba, Paranaguá. Procidades é uma Linha de financiamento do BID para Municípios Brasileiros- período- julho 2011 a abril de -2012; 
• Avaliação do Legado Urbano dos investimentos da Copa-2014 em 3 cidades –sede da Copa, Fortaleza, Recife e Manaus com realização de Seminário em Brasilia em setembro de 2012. 
• Avaliação da coordenação do Governo Federal e dos investimentos realizados nas 8 cidades sede sobre o tema de Mudanças Climáticas associados as obras da Copa – 2014. 

Membros :Prof.ª Associado Dr.ª Maria do Carmo Bezerra (coordenadora ) Prof. Dr. Ferando Scardua, Prof. Dr Otto Ribas , Profa. Ms Tatiana Chaer
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  55-6132570406

 

13. Grupo de Pesquisa Água & Ambiente Construído 

Tem como missão promover a gestão integrada de água dentro do ambiente construído pela implementação e avaliação de ações que promovam a preservação de recursos hídricos e meio ambiente, considerando seus aspectos tecnológicos, políticos, econômicos, sociais e ambientais. Neste contexto, o grupo promove a troca de experiências e conhecimento entre a academia, o poder público e o mercado. Outros objetivos relevantes, são a inserção da sociedade nesta conjuntura, e o estímulo de pesquisadores, técnicos e estudantes em atividades de pesquisa, ensino e extensão. As linhas de pesquisa incluem: 

Ciclo da Água & Padrões Espaciais
Que busca compreender os fluxos de água nas diferentes escalas e padrões espaciais urbanos, realizando diagnósticos do desempenho ambiental de diferentes sistemas hídricos envolvidos no fornecimento de água, esgotamento sanitário e drenagem pluvial.

Tecnologias & Sistemas Inovadores
Cujo objetivo é analisar e avaliar o desempenho e a aplicabilidade de diferentes tecnologias e sistemas hidráulicos em busca de eficiência e qualidade no saneamento ambiental, dentro das múltiplas escalas do ambiente construído.

Planejamento & Gestão
Busca propor soluções viáveis voltadas à preservação de recursos hídricos por meio de instrumentos de planejamento estratégico, políticas públicas e ferramentas de tomada de decisões e de gestão integrada voltada à conservação de água.

Água & Sociedade
Desenvolve pesquisa e atividades de extensão com a sociedade, promovendo a troca de experiências, conhecimento e informações entre agentes governamentais e não-governamentais, empresas, profissionais da construção civil e demais pesquisadores e alunos envolvidos nas múltiplas dimensões sociais da água e na implementação de medidas tecnológicas e de políticas públicas voltadas à gestão integrada de águas urbanas.